Piauí implanta Núcleo de Justiça 4.0 para execução fiscal

Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI) deu mais um passo importante para se tornar 100% digital em todos os seus processos. Nessa quarta-feira (23/3), o órgão implantou o primeiro Núcleo da Justiça 4.0, que passa a operar com jurisdição em todo o estado na matéria de execução fiscal.

Para o presidente do TJPI, desembargador Oliveira, os avanços em tecnologia propiciam a tramitação mais célere dos processos na forma digital, bem como representam uma redução dos prazos e finalização dos processos. “Convocamos nossos parceiros OAB-PI, Defensoria Pública, Ministério Público para mostrar que os avanços vão nos permitir uma prestação jurisdicional mais rápida e eficaz e com resultados promissores para a sociedade.”

Segundo o desembargador Olímpio Galvão, coordenador do Opala Lab, laboratório de inovação tecnológica do TJPI, o programa é revolucionário e assegura o acesso à Justiça com as plataformas virtuais e inteligência artificial. “O Núcleo está compreendido nas ações do Programa Justiça 4.0, todas voltadas para a virtualização da justiça. Dessas ações, já temos o Balcão Virtual, que hoje está implantado em 263 unidades cíveis e administrativas, o Juízo 100% Digital implantado em 126 unidades cíveis e nos Juizados Especiais Cíveis, temos o Codex e agora o Núcleo da Justiça 4.0, implantado dentro do prazo estabelecido pelo CNJ.”

O desembargador Hilo de Almeida, supervisor dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais e da Fazenda Pública do TJPI, afirmou que o tribunal tem se empenhado em atuar dentro das diretrizes estabelecidas pelo CNJ. Ele também ressaltou que o sentimento é de gratidão pela forma com a gestão do tribunal tem colaborado com os investimentos em tecnologia.

No Núcleo de Justiça 4.0, os processos tramitam de forma por meio do Juízo 100% Digital. Todos os atos do processo, desde audiências, intimações, atendimentos, são realizados de forma remota. Com isso, o processo tramitará de forma mais célere, além de trazer maior comodidade às partes e representantes, já que poderão realizar os atos do processo sem a necessidade de se deslocar ao fórum.

Fonte:cnj.jus.com

Filie-se à ANAJUS-PI

Associações são instituições dotadas de personalidade jurídica privada formadas por pessoas que resolveram se unir, por vontade própria, em prol de um bem comum. São muitos os motivos para se tornar membro, mas o principal é o desejo de integração da categoria, na busca por vencer as diversas batalhas que os servidores enfrentam no dia a dia.

Quero me associar