OAB-PI é contra suspensão de atividades presenciais do TJ-PI

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI) se manifestou contra a decisão do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) de suspender as atividades presenciais do Poder Judiciário entre os dias 24 e 30 de janeiro.

O órgão ressaltou que compreende o momento delicado de avanço da Influenza e das variantes do novo coronavírus. Porém, para eles, a Justiça é um serviço essencial, “que não pode parar sob o risco de provocar sérios prejuízos às demandas da advocacia e da sociedade piauiense”.

De acordo com a entidade, não há fluxo de pessoas e aglomerações em Fóruns e no Tribunal de Justiça e medida pode trazer danos ao exercício da advocacia bem como ao acesso do cidadão à Justiça

“Não é razoável que o Tribunal tome a iniciativa de fechar as portas quando as autoridades sanitárias não fazem essa recomendação nessa fase da pandemia, e não há movimento parecido nos órgãos dos demais poderes”, disse a instituição. 

“Por fim, avaliamos que a suspensão de atividades presenciais no TJ-PI é um ato unilateral, implementado sem consulta à OAB Piauí, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a sociedade civil”, completou.

A entidade informou que vai encaminhar um ofício ao TJ-PI solicitando adoção de medidas que mantenham o atendimento e tragam maior proteção para todos os operadores do Direito, envolvidos nessa relação.

fonte: teresinafm.com

Filie-se à ANAJUS-PI

Associações são instituições dotadas de personalidade jurídica privada formadas por pessoas que resolveram se unir, por vontade própria, em prol de um bem comum. São muitos os motivos para se tornar membro, mas o principal é o desejo de integração da categoria, na busca por vencer as diversas batalhas que os servidores enfrentam no dia a dia.

Quero me associar